Sugestões para um fim de semana feliz

 

Arranjar o que fazer no Porto é tarefa fácil e não tem qualquer mistério, e numa cidade com tantos encantos como a invicta até fazer nada é um bom plano. Mas para todos aqueles que gostam de atividades, mais ou menos agitadas, mais ou menos povoadas, aqui ficam algumas sugestões para garantir a felicidade de qualquer fim de semana.

E porque o fim de semana começa no sábado de manhã nada como passar pelos Jardins do Palácio de Cristal para desfrutar da iniciativa da Porto Lazer e fazer uma aula de pilates, yoga ou tai chi. O acesso é livre e vai das 09:00h até às 12:00h.

E já que estamos por ali perto, aconselha-se um passeio pelo Quarteirão de Miguel Bombarda depois de almoço, pois mesmo que não seja sábado de Inaugurações Simultâneas vale sempre a pena respirar o ar de uma das zonas mais artísticas da cidade.

Se o clima assim permitir, na Praça Carlos Alberto haverá Mercado Porto Belo onde se encontra de tudo um pouco. Bijuteria, compotas, vinis, livros e sempre boa música e bom ambiente, pelo que ainda que não se compre nada, dali sempre se levará qualquer coisa, mesmo que apenas boas vibrações.

Para ser perfeita, a noite deve começar com um bom espetáculo, talvez uma ida ao teatro, e depois de ver o que está em cartaz lá se decidirá se vamos ao Teatro Nacional de São João, ao Teatro Carlos Alberto ou até ao Teatro do Bolhão. Mas para quem prefere a música talvez o melhor seja visitar a Casa da Música, e para os amantes de jazz aconselha-se uma ida ao Edifício A Lutuosa de Portugal, na Avenida dos Aliados para assistirem a um concerto dos Porta-jazz. Também no Rivoli é possível assistir a espetáculos de música, teatro e dança, para além de exposições e instalações.

Depois da cultura a noite convida à socialização e agora o difícil será que bar nas Galerias de Paris escolher, se vamos a todos ou ficamos na rua a conviver.

Ao domingo todos precisamos de descansar e relaxar, por isso aconselha-se uma visita à Fundação de Serralves, para se apreciarem as obras em exposição no museu, conhecer a Casa de Serralves e dar um passeio pelos jardins e pelo parque, onde além da tranquila natureza nos cruzamos também com obras de arte escultóricas.

Para finalizar em beleza, nada melhor que descansar o corpo e a alma numa esplanada na Ribeira, e calmamente saborear uma bebida enquanto observamos o esplendor do Douro, e em silêncio desejamos que a segunda-feira se atrase.