Natal na Baixa do Porto

Já reparaste na época do ano que estamos a entrar?!?

Pois é… Julgo que todos entendemos que a partir do início de Dezembro a magia do Natal entra no nosso espírito, e diariamente consideramos fazer uma boa ação.

Tudo isto é verdade, mas o nosso lado consumista por muito pequeno que seja, diz  que temos que ir às compras para este e para aquele. Mas em vez disto se fizéssemos voluntariado e ações de solidariedade social. Era muito mais benéfico para a sociedade e para nós pois sentíamo-nos úteis.

Só que por vezes temos que nos lembrar de nós mesmos…

 

Quando pensares em vir à cidade invicta, tira um bocado só para ti. Dou de conselho, vires de comboio e saíres da estação de São Bento. Aprecia toda aquela azáfama e contempla uma das estações mais belas de todo o mundo. Depois repara que as pessoas nem dão a devida atenção… Faz uma compra na Rua Santa Catarina mas come um cartucho de castanhas assadas, sabem tão bem… Nunca mais te vais esquecer destas castanhas quentinhas tal como o nosso coração a misturarem-se com a temperatura amena. Quase sempre do cimo da rua Santa Catarina vê-se a multidão a passear e um sítio bastante agradável para o fazeres é ao pé da Capela das Almas.

Alguma vez viste tantos azulejos a reportarem-nos à nossa cultura como nesta capela??

Depois para finalizar, e aí já com amigos, namorado, família, vai até à Avenida dos Aliados. A iluminação parece que quer chegar aos nossos lares também… Esta avenida para além de nobre fica um colosso. Aproveita e tira fotografias nas palavras que devemos conter em todos os nossos beijos natalícios e com a árvore de Natal também.

Também para nos animarmos, desde os mais jovens e habilidosos para toda a família temos a pista de patinagem no gelo na Avenida dos Aliados que vai animar muitos. Nesta praça há também uma feira de artesanato muito engraçada…

Além disto a agenda cultural da cidade inserida nesta época do ano contempla para todas as idades o circo, exposições, teatro, animação de rua, entre outros.

Vem e diverte-te, mas com o espírito natalício no auge.