Diversidade social

Entre os alunos do secundário, os alunos universitários, o turista curioso, os estudantes de Erasmus, o verdadeiro tripeiro os velhinhos, entre muitos outros que partilham o mesmo espaço na baixa, existe uma tolerância louvável entre todos, desde as pessoas que saem à noite nas Galeria de Paris com uma meia de cada cor a beber um copo ao lado de alguém de fato, onde não existem os olhares de reprovação ou julgamento de ambos os lados, ou a camisa caviada numa noite 4 ºC de pleno outono, e em que tudo te parece normal!

Este é o tipo de ambiente que podes encontrar na baixa do Porto um sitio de auto-expressão.

Completamente despida de preconceitos e mesmo que os tragas e isto te faça alguma confusão aparece e observa enquanto os teus preconceitos se desvanecem num ambiente envolvente multicultural, pois aqui não tens espaço para eles.

Aqui é o lugar onde as gerações convergem, os preconceitos se dissipam, e o amor flui, banhados por um ambiente histórico, que te inunda os sentidos.

Um ambiente acolhedor onde todos são bem-vindos.

A baixa do Porto tornou-se muito mais do que um sítio de grande densidade populacional, tornou-se num mercado que atrai pessoas de todos os lados, esta afluência de “desconhecidos” fez com que se torna-se num centro de arte, criatividade e inovação.